Mostrando postagens de 2018Mostrar tudo

Montagem de Cenários para os Investimentos

Iniciada a trajetória em busca da independência financeira, o investidor decide em quais ativos alocar o seu capital. Para isso vai montando uma carteira composta de diversos ativos, seja de renda fixa, seja de renda variável. Especialmente para aquele investidor em que o preço de entrada e saída é previamente definido no momento da aquisição do investimento em ações, caso do investidor fundamentalista de médio prazo que não tem intenção de "comprar e abraçar" ( buy and hold ), como também para os estrategistas para swing trade , de curto e curtíssimo prazo, o cenário macroeconômico do Brasil e do exterior é de suma importância pa…

Continuar Lendo »

Psicologia do Investidor

A economia tradicional tem como uma de suas premissas o conceito do "homo economicus". O homem, nas suas relações econômicas do dia-a-dia, faria as melhores escolhas de forma racional. Toda a teoria econômica convencional baseia-se nessa premissa. A partir dos estudos de diversos cientistas, utilizando-se dos conceitos originários da Psicologia, refutaram essa premissa e desenvolveram uma nova ramificação que passou a ser denominada Economia Comportamental. O homem na verdade age influenciado por suas emoções e sentimentos, tomando decisões em todos os aspectos da sua vida, inclusive no econômico. Essas escolhas, a maioria das vez…

Continuar Lendo »

Comprando Ações: Preço importa?

Para os investidores em ações que investem para o longo prazo na estratégia buy and hold  baseada nos fundamentos, há uma vertente que entende que o preço de entrada em uma ação não é tão relevante porque, como a ideia é fazer aportes frequentes, os ganhos viriam com a acumulação de capital ao longo do tempo. Os adeptos dessa estratégia comprariam ações o tempo todo e todos os meses, seja na baixa, seja na alta, além de reinvestir os dividendos recebidos. O preço médio desse ativo adquirido seria menor do que o valor intrínseco da empresa, uma vez que a escolha recairia sobre aquelas que apresentariam crescimento dos lucros ao longo do tempo …

Continuar Lendo »

Investir em ações no Brasil é mais arriscado?

Nos EUA, onde surgiram os expoentes mais famosos do Value Investing , como Benjamin Graham, Warren Buffet, Phillip Fisher, entre outros, o mercado de capitais se encontra em um estágio avançado e maduro, as empresas sujeitam-se a regras rígidas de compliance e transparência, de respeito ao sócio minoritário e são punidas quando infringem essas regras. O órgão regulador, a SEC - Security Exchange Comission, a CVM de lá, é muito mais atuante e a justiça tende a proteger o lado mais fraco que é o pequeno investidor. Diante dessa realidade, investir para longo prazo parece ser a melhor escolha, visando construir patrimônio para a aposentadoria. Há …

Continuar Lendo »

Investir em Ações: Longo, Médio, Curto ou Curtíssimo Prazo?

No post anterior, comentamos sobre a escolha pela Renda Variável, citando o investimento em ações como o principal deles. Nesse artigo, pretendo explorar as estratégias utilizadas no investimento em ações, em função dos prazos de duração desses investimentos. Tanto na literatura especializada, como nos conteúdos encontrados nos sites, blogs e portais que tratam de investimentos, sempre falam da importância de se ter uma estratégia de investimentos, qualquer que seja o prazo utilizado. Não é diferente com ações. Então vamos falar de cada um deles:

Continuar Lendo »

O que é Renda Variável?

A expressão  "Renda Variável" é utilizada para definir aqueles investimentos para os quais não há garantias de retorno e nem remuneração pré-fixada, no momento da aplicação. Podem, portanto, variar positiva e negativamente. E a consequência é que o saldo do seu investimento pode ficar menor do que o valor inicial. Os mais comuns são ações, fundos de renda variável (fundo de ações, multimercado e outros), commodities (ouro, moeda e outros), derivativos (contratos negociados nas bolsas de valores, de mercadorias, de futuros etc). A renda variável contrapõe-se à renda fixa, que são aquelas aplicações nas quais o rendimento é…

Continuar Lendo »

Vale a Pena Contratar uma Casa de Análise de Investimentos?

Na esteira do desenvolvimento do mercado financeiro brasileiro, da popularização de novas opções de investimento e principalmente do advento da internet e das muitas possibilidades que ela passou a proporcionar, surgiram muitas empresas oferecendo serviços virtualmente, plataformas online de investimentos, como a XP, por exemplo, serviços de análises de investimento, casas de research etc. Nesse post, vou expor minha opinião sobre essas casas de análise, não como um expert no assunto, mas a partir da minha experiência pessoal com algumas delas. Primeiramente, o que vem a ser uma casa de análise de investimentos ou Research e o que ela…

Continuar Lendo »

Por que 'Economia de Palito'?

Por que a escolha do nome "Economia de Palito" para o blog? Essa expressão significa poupar algo insignificante e sem valor. Esse ditado nasceu do costume de alguém na cozinha acender outra boca do fogão, utilizando um palito já queimado para transferir o fogo e evitar a queima de outro palito. O valor desse palito seria irrisório e não justificaria essa atitude. Transmutando para o universo do dinheiro, será que essa atitude seria injustificada? Embora o valor absoluto do palito seja realmente irrisório, a decisão de começar a poupar, mesmo que em pequenas quantias pode ser o fator decisivo para uma mudança de hábitos. O …

Continuar Lendo »